NOTÍCIAS

Hipertensão Arterial

1 de dezembro de 2012

A hipertensão é um dos problemas clínicos que mais atinge as mulheres durante a gravidez. Isso ocorre devido ao aumento do volume de sangue e da circulação sanguínea do feto, uma vez que o sistema cardiovascular da gestante passa a trabalhar de forma mais acelerada.

O aumento da pressão arterial em valores igual ou maior a 140/90 mmHg, no período de gestação, é diagnosticado como hipertensão.

Assim, faz-se necessário aferir a pressão arterial frequentemente, para checar se de fato a hipertensão não está sendo induzida pela gestação, visto que a mulher pode apresentar tal descontrole após a 20ª semana de gravidez.

A doença hipertensiva específica da gestação (DHEG), também chamada de “pré-eclâmpsia”, apresenta os sintomas como inchaço e aumento de proteína na urina, e afeta mais comumente mulheres abaixo dos 20 anos e acima dos 35 anos, bem como gestantes com excesso de peso, em gestações múltiplas ou com histórico da doença na família.

As causas da DHEG ainda são desconhecidas, entretanto, é importante que grávida faça um acompanhamento médico constante, assim como o controle assíduo da pressão arterial, pois desta forma estará evitando maiores complicações gestacionais tanto para ela quanto para o bebê.

Durante o tratamento, recomenda-se o repouso físico, além de uma dieta balanceada, evitando a ingestão de sal e o ganho exagerado de peso.

Referências Bibliográficas:
BENTO, J. Parabéns! Você está grávida – Orientações para uma gravidez perfeita. São Paulo: Alaúde, 2009.
FARIA, R. B.; FARIA, R. M. B. S. Gravidez Saudável – Guia Prático da Gestação ao Bebê. 1. ed. São Paulo: Lemos Editorial, 2004.

  • SIGA O ACHÉ:

X
  • Alert
  • ATUALIZAÇÃO DA POLÍTICA DE PRIVACIDADE

O Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A se preocupa com a sua privacidade e quer que você esteja familiarizado com a forma como coletamos, utilizamos e divulgamos suas informações.

COLETA DE INFORMAÇÕES:

Alguns dados pessoais podem ser solicitados para que você se beneficie de nossos serviços ou programas. Sempre que obrigatório por Lei, seu consentimento será solicitado. Você também poderá exercer seus direitos em relação a seus dados por meio do nosso Canal de Comunicação.

SEGURANÇA:

Empregamos os melhores esforços para respeitar e proteger seus dados pessoais contra perda, roubo, vazamento ou qualquer modalidade de uso indevido, bem como contra acesso não autorizado, divulgação, alteração e destruição.

CANAL DE COMUNICAÇÃO:

Para assuntos exclusivamente relacionados à privacidade de dados, clique aqui.

Para outros assuntos, clique aqui.

Política de privacidade, clique aqui.