NOTÍCIAS

Depressão: doença será a mais comum do mundo em 2030

1 de dezembro de 2009

Folha de S.Paulo – 03/09/2009

Nos próximos 20 anos, a depressão deve se tornar a doença mais comum do mundo, superando câncer e doenças cardíacas. A estimativa foi divulgada ontem pela OMS (Organização Mundial da Saúde)

De acordo com o órgão, os países em desenvolvimento são os que mais devem sofrer com o problema, pois têm a maioria dos casos registrados. Pessoas pobres que vivem em países ricos também têm mais depressão.

“A depressão tem diversas causas, algumas delas biológicas, mas parte delas vem de pressões ambientais e, obviamente, as pessoas pobres sofrem mais estresse em seu dia a dia do que as ricas”, disse o médico Shekhar Saxena, do Departamento de Saúde Mental da OMS.

Hoje mais de 450 milhões de pessoas são afetadas diretamente por transtornos mentais. “Nós poderíamos chamar isso de uma epidemia silenciosa, porque a depressão está sendo cada vez mais diagnosticada, está em toda parte e deve aumentar em termos de proporção, enquanto a ocorrência de outras doenças está diminuindo”, afirmou Saxena.

  • SIGA O ACHÉ:

X
  • Alert
  • ATUALIZAÇÃO DA POLÍTICA DE PRIVACIDADE

O Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A se preocupa com a sua privacidade e quer que você esteja familiarizado com a forma como coletamos, utilizamos e divulgamos suas informações.

COLETA DE INFORMAÇÕES:

Alguns dados pessoais podem ser solicitados para que você se beneficie de nossos serviços ou programas. Sempre que obrigatório por Lei, seu consentimento será solicitado. Você também poderá exercer seus direitos em relação a seus dados por meio do nosso Canal de Comunicação.

SEGURANÇA:

Empregamos os melhores esforços para respeitar e proteger seus dados pessoais contra perda, roubo, vazamento ou qualquer modalidade de uso indevido, bem como contra acesso não autorizado, divulgação, alteração e destruição.

CANAL DE COMUNICAÇÃO:

Para assuntos exclusivamente relacionados à privacidade de dados, clique aqui.

Para outros assuntos, clique aqui.

Política de privacidade, clique aqui.