NOTÍCIAS

Relatório da OMS indica 985 casos de contaminação pelo vírus H1N1

30 de novembro de 2009

O número de pessoas contaminadas pelo vírus A (H1N1) aumentou para 985, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira pela Organização Mundial de Saúde. São 590 casos no México, com 25 mortes; 226 nos Estados Unidos, com uma morte; e 85 no Canadá. A Espanha já aparece em quarto lugar em número de infectados, com 40 casos, seguida pelo Reino Unido (15)

O Globo Online – 04/05/2009

Os demais casos foram registrados nos seguintes países: Reino Unido (15), Alemanha (8), Nova Zelândia (4), Israel (3), El Salvador (2), França (2), Áustria (1), China, Hong Kong (1), Costa Rica (1), Colômbia (1), Dinamarca (1), Irlanda (1), Itália (1), Holanda (1), Coreia do Sul (1) e Suíça (1).

No Brasil, são 15 casos suspeitos. São Paulo é o estado com maior número, seis. O Rio de Janeiro tem quatro casos. Os demais foram registrados em Minas Gerais, Espírito Santo e no Distrito Federal. Além destes, outros 44 pacientes estão sendo monitorados pelas autoridades sanitárias em 17 Estados.

Os casos só poderão ser confirmados nos próximos dias, quando ficar pronto o reagente para identificação do vírus. O órgão já descartou 38 casos mesmo sem o teste, pois eles não atendiam às definições da Organização Mundial da Saúde (OMS). Até quinta-feira, eram quatro casos suspeitos em todo país e mais 42 monitoradas ( confira aqui perguntas e respostas sobre a gripe suína) .

Na sexta-feira, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse que é praticamente inevitável a chegada do vírus da gripe suína (que a Organização Mundial da Saúde renomeou para Gripe A H1N1) ao Brasil. Mas tranquilizou a população reforçando que o país está preparado para enfrentar a epidemia.

– Não há motivo para pânico no momento, não há sentido nenhum agora em comprar máscaras ou buscar medicamentos contra a gripe. A automedicação pode ser até um risco para a gripe – disse.

  • SIGA O ACHÉ:

X
  • Alert
  • ATUALIZAÇÃO DA POLÍTICA DE PRIVACIDADE

O Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A se preocupa com a sua privacidade e quer que você esteja familiarizado com a forma como coletamos, utilizamos e divulgamos suas informações.

COLETA DE INFORMAÇÕES:

Alguns dados pessoais podem ser solicitados para que você se beneficie de nossos serviços ou programas. Sempre que obrigatório por Lei, seu consentimento será solicitado. Você também poderá exercer seus direitos em relação a seus dados por meio do nosso Canal de Comunicação.

SEGURANÇA:

Empregamos os melhores esforços para respeitar e proteger seus dados pessoais contra perda, roubo, vazamento ou qualquer modalidade de uso indevido, bem como contra acesso não autorizado, divulgação, alteração e destruição.

CANAL DE COMUNICAÇÃO:

Para assuntos exclusivamente relacionados à privacidade de dados, clique aqui.

Para outros assuntos, clique aqui.

Política de privacidade, clique aqui.