NOTÍCIAS

Mitos e verdades sobre o cálcio

27 de novembro de 2017

Um dos minerais mais importantes para o organismo, o cálcio auxilia na formação e manutenção dos dentes e dos ossos. No entanto, ainda existem alguns mitos sobre o seu consumo.

O cálcio é um nutriente fundamental para o organismo. Embora sua principal função esteja relacionada à formação e manutenção de dentes e ossos, ele também auxilia na contração muscular, na pressão arterial, na coagulação e na transmissão de mensagens no interior das células. E, apesar de sua importância ser amplamente divulgada, muitas informações que não são inteiramente verdadeiras também são difundidas.

A ginecologista e presidente da Comissão Nacional Especializada em Osteoporose da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), Adriana Orcesi Pedro, esclarece seis questões-chave sobre o cálcio e sua importância para o organismo:

  • É o mineral presente em maior quantidade no organismo?Verdade. Estima-se que 1% a 2% do peso de um adulto seja composto pelo nutriente, sendo que 99% está nos dentes e nos ossos.
  • O leite e seus derivados são as principais fontes de cálcio da dieta para o corpo humano? Verdade. O leite e seus derivados são as principais fontes de cálcio, representando 80% de uma alimentação adequada em cálcio, tanto que especialistas recomendam a quem tem osteopenia e osteoporose uma dieta rica nesses alimentos, com pelo menos três porções diárias.
  • Suplementos de cálcio não contêm quantidades adequadas do mineral? Mito. Suplementos de cálcio contêm a quantidade necessária do mineral, tanto que muitos médicos prescrevem para pacientes que têm déficit da substância no organismo. Atualmente, há opções no mercado que oferecem quase a metade da ingestão diária recomendada em apenas um tablete ou comprimido.
  • Leite integral e desnatado têm o mesmo nível de cálcio? Verdade. Um litro de leite desnatado contém a mesma quantidade de cálcio do que a versão integral (1000 mg). Portanto, o fato de ter menos gordura não interfere no nível do mineral no alimento. Além disso, existem opções dietéticas de leite que são enriquecidas com cálcio.
  • A menopausa pode fazer com que os ossos das mulheres percam cálcio? Verdade. As alterações hormonais da menopausa levam à diminuição do nível de estrógeno, que ajuda a proteger os ossos de forma natural. Com isso, há uma desmineralização óssea mais acelerada. Para reduzir o risco de osteoporose, muitos médicos recomendam, além de uma dieta rica em cálcio, a ingestão de suplementos desse mineral e de vitamina D durante a terapia de reposição hormonal, principalmente para mulheres que não conseguem manter uma dieta com a quantidade necessária do nutriente.
  • Para manter bons níveis de cálcio no organismo, basta ingerir alimentos ricos no mineral? Mito. Além de incluir alimentos ricos em cálcio no cardápio, é preciso diminuir a ingestão de substâncias que facilitam sua eliminação pela urina. São eles: sódio, açúcar, cafeína, ácido fosfórico (utilizado em bebidas gasosas), gordura e proteína animal em excesso. Outro hábito importante é praticar atividades físicas ao ar livre, já que o sol ajuda na sintetização da vitamina D, facilitando a fixação do cálcio.

Suplementação diária

Para auxiliar na suplementação diária de cálcio e vitamina D, o Aché Laboratórios Farmacêuticos apresenta o nutracêutico Inelatte. Único do mercado em tabletes mastigáveis com 50% do cálcio diário (na versão Zero açúcar) e exclusiva fórmula com minerais do leite e TADS (tecnologia que garante alta e rápida dissolução), é indicado para complementar a ingestão do mineral, auxiliando na prevenção da perda de massa óssea de forma prática, eficaz e saborosa. Disponível nas versões Chocolate, Chocolate Zero açúcar e Cappuccino Zero açúcar.

  • SIGA O ACHÉ:

X
  • Alert
  • ATUALIZAÇÃO DA POLÍTICA DE PRIVACIDADE

O Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A se preocupa com a sua privacidade e quer que você esteja familiarizado com a forma como coletamos, utilizamos e divulgamos suas informações.

COLETA DE INFORMAÇÕES:

Alguns dados pessoais podem ser solicitados para que você se beneficie de nossos serviços ou programas. Sempre que obrigatório por Lei, seu consentimento será solicitado. Você também poderá exercer seus direitos em relação a seus dados por meio do nosso Canal de Comunicação.

SEGURANÇA:

Empregamos os melhores esforços para respeitar e proteger seus dados pessoais contra perda, roubo, vazamento ou qualquer modalidade de uso indevido, bem como contra acesso não autorizado, divulgação, alteração e destruição.

CANAL DE COMUNICAÇÃO:

Para assuntos exclusivamente relacionados à privacidade de dados, clique aqui.

Para outros assuntos, clique aqui.

Política de privacidade, clique aqui.