NOTÍCIAS

Como as temporadas de calor afetam a saúde respiratória

16 de novembro de 2023

Com o ar quente e seco, cerca de 49 milhões de brasileiros que convivem com a asma precisam ter atenção redobrada durante as ondas intensas de calor 

Com a chegada das temporadas de calor que devem ultrapassar os 37°C nos próximos dias conforme indicações do MetSul Meteorologia, a atenção e o cuidado com a saúde respiratória tornam-se ainda mais cruciais, especialmente para as pessoas que sofrem com a asma, cerca de 23,2% dos brasileiros, o que representa mais de 49 milhões de pessoas. Esta condição respiratória crônica afeta não apenas crianças, como se pensa, mas também uma significativa parcela da população idosa, representando 10%. 

Os sintomas característicos da asma, como a falta de ar, chiado na respiração, sensação de aperto no peito e tosse, podem se agravar e se tornar mais frequentes durante as ondas de calor. Isso se deve às alterações do ambiente, que com ar quente e seco resulta em uma menor umidade e pode levar a uma maior irritação das vias respiratórias. Além disso, durante os dias ensolarados, há maior proliferação de fungos, um maior acúmulo de poeira e o uso frequente de ventiladores e ar condicionado que pode desencadear reações alérgicas. 

Para os idosos, o diagnóstico e a prevenção se torna ainda mais necessária, já que os sintomas podem ser confundidos com outras doenças mais prevalentes nessa faixa etária, como a insuficiência cardíaca e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), e podem causar complicações mais graves nos pacientes. Durante os períodos intensos de sol é necessário ter um cuidado extra com a saúde respiratória. O pneumologista e gerente médico do Aché Laboratórios, Rodrigo Scabello, ressalta que, apesar de não ter cura, a asma é tratável e requer cuidado ao longo de toda a vida, incluindo visitas regulares ao médico e o uso dos medicamentos para manter a condição sob controle. Ele também aconselha os pacientes a reconhecerem os gatilhos que podem desencadear crises de asma, para que possam tomar os devidos cuidados e aproveitar dos dias ensolarados com segurança.  

Com as ondas de calor e o verão se aproximando, as medidas preventivas são essenciais para minimizar os riscos. A limpeza dos aparelhos de climatização para evitar o acúmulo de bactérias, poeiras e fungos, a manutenção de ambientes frescos e bem ventilados, assim como assegurar uma hidratação adequada, são práticas fundamentais para reduzir a irritação das vias respiratórias e prevenir crises durante as temporadas de calor.

Além disso, Rodrigo recomenda que os medicamentos de resgate de alívio, como a bombinha para a asma estejam sempre por perto, seja na mochila ou bolsa, especialmente para os pacientes que planejam viajar de avião. A baixa umidade do ar na cabine, que oscila entre 10 a 20%, combinada à hiperventilação, pode causar desidratação se o passageiro não se hidratar de forma correta durante o voo. Uma garrafa de água e soro fisiológico podem fazer a diferença para umedecer as vias respiratórias, nesses casos. Por fim, para aqueles que praticam atividades físicas ou esportes, o ideal é que escolham horários e ambientes com menos exposição ao sol e pratiquem dentro do seu limite. O aumento da frequência respiratória durante o exercício pode desencadear falta de ar e uma nova crise asmática, portanto, a moderação é fundamental. 

Sobre o Aché Laboratórios 

Empresa 100% brasileira, fundada há 57 anos, o Aché está posicionado entre as maiores corporações farmacêuticas do Brasil, cumprindo o propósito de levar mais vida às pessoas onde quer que elas estejam. Reconhecida pela sua capacidade de inovação, excelência e qualidade em produtos e serviços, governança e solidez, a Companhia emprega mais de 5.300 colaboradores e possui uma das maiores forças de geração de demanda e de vendas do setor.

Mantém um diversificado pipeline de projetos em desenvolvimento e disponibiliza ao mercado um portfólio com 373 marcas em 980 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e isentos de prescrição (MIPs), que cobrem 152 classes terapêuticas e 21 especialidades médicas. Os produtos do Aché, desenvolvidos para registro em mercados altamente regulamentados, estão presentes em 17 países na América Latina, África, Ásia e Europa. 

Possui cinco plantas industriais: em São Paulo, capital; em Guarulhos, no estado de São Paulo; em Londrina, no Paraná (empresa Nortis); em Anápolis, estado de Goiás, e em Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco. Além disso, a empresa possui 25% da Bionovis, fruto da joint-venture de biotecnologia com outras três empresas farmacêuticas brasileiras.

  • SIGA O ACHÉ:

X
  • Alert
  • ATUALIZAÇÃO DA POLÍTICA DE PRIVACIDADE

O Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A se preocupa com a sua privacidade e quer que você esteja familiarizado com a forma como coletamos, utilizamos e divulgamos suas informações.

COLETA DE INFORMAÇÕES:

Alguns dados pessoais podem ser solicitados para que você se beneficie de nossos serviços ou programas. Sempre que obrigatório por Lei, seu consentimento será solicitado. Você também poderá exercer seus direitos em relação a seus dados por meio do nosso Canal de Comunicação.

SEGURANÇA:

Empregamos os melhores esforços para respeitar e proteger seus dados pessoais contra perda, roubo, vazamento ou qualquer modalidade de uso indevido, bem como contra acesso não autorizado, divulgação, alteração e destruição.

CANAL DE COMUNICAÇÃO:

Para assuntos exclusivamente relacionados à privacidade de dados, clique aqui.

Para outros assuntos, clique aqui.

Política de privacidade, clique aqui.