Setembro Amarelo – Qual o impacto da pandemia na saúde mental das pessoas?

Setembro Amarelo | Qual o impacto da pandemia na saúde mental das pessoas?

Gerente médica do laboratório Aché elenca três passos importantes relacionados à qualidade de alimentação, atividades físicas e higiene do sono para enfrentar este momento.

A pandemia provocada pelo novo coronavírus teve impacto na saúde mental da população em geral: estudos evidenciam, nesse período, taxas consideráveis de ansiedade e de depressão. Dentre os principais fatores associados ao estresse psicológico, destacam-se o medo de se contaminar e de contaminar terceiros, o medo de consequências graves secundárias à doença infecciosa causada pelo novo coronavírus (COVID-19) e a apreensão quanto às incertezas acerca da situação atual. Evidências apontam para ocorrência de ansiedade e estresse especialmente em indivíduos em isolamento social; além disso, diversos estudos destacam manifestações como irritabilidade, insônia, sintomas depressivos e de estresse pós-traumático em indivíduos infectados pelo vírus em questão, profissionais da área da saúde atuantes na linha de frente de combate à COVID-19 e pessoas com transtornos psiquiátricos, dentre outros1.

Nesse período tão turbulento e de constantes mudanças, incluindo transição para o “novo normal”, é importante lembrar que o conceito de saúde engloba bem-estar físico, mental e social2, e não apenas ausência de doença. Logo, é importante que medidas de autocuidado sejam adotadas, como destaca a Dra. Stephanie Toscano Kasabkojian, médica psiquiatra graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e gerente médica do laboratório Aché:

Alimentação: autocuidado com alimentação é essencial, especialmente no contexto atual de isolamento social prolongado, que pode contribuir para ganho de peso3. Evite beliscar durante o dia, e escolha alimentos saudáveis para as refeições4, como verduras, legumes e frutas e evite fast food, cafeína e bebidas alcoólicas.

Atividade física: atividades físicas e esportes contribuem positivamente, pois podem melhorar a autoestima e auxiliar na manutenção da saúde, além de serem uma medida de higiene do sono5.

Higiene do sono: seguem dicas que podem ajudar a melhorar a qualidade do sono: evite bebidas alcoólicas e bebidas com cafeína antes de dormir; evite exposição à luz de computadores, tablets e celulares antes de ir se deitar para dormir; exercite-se regularmente; mantenha uma rotina de regular de horários para dormir e acordar.

As dicas acima podem ajudar na manutenção da saúde mental, tema que ganha maior destaque no mês de setembro: o Conselho Federal de Medicina e a Associação Brasileira de Psiquiatria organizam em âmbito nacional o “Setembro Amarelo”, com o objetivo de destacar a relevância da saúde mental e auxiliar na prevenção de suicídios.

Pensando na importância do mês de setembro sobre o tema saúde mental, o laboratório Aché disponibiliza conteúdos sobre depressão, prevenção do suicídio e qualidade de vida, por meio de IGTV no Instagram do @ache.oficial e @cuidadospelavida, além da Playlist “Aché 365 Dias com você!” no Spotify, com músicas motivacionais e positivas para seu bem-estar o ano todo.

Consulte sempre um profissional de saúde em caso de dúvidas. Não interrompa o uso de medicamentos e não mude a orientação do tratamento sem consultar seu médico.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

1 - SALARI, Nader et al. Prevalence of stress, anxiety, depression among the general population during the COVID-19 pandemic: a systematic review and meta-analysis. Globalization and Health, v. 16, n. 1, p. 1-11, 2020.

2 - OMS. Indicadores de Saúde: Elementos Conceituais e Práticos Disponível em: <https://www.paho.org/hq/index.php?option=com_content&view=article&id=14401:health-indicators-conceptual-and-operational-considerations-section-1&Itemid=0&limitstart=1&lang=pt.> Acesso: Ago 2020.

3 - Bhutani S, Cooper JA. COVID?19 related home confinement in adults: weight gain risks and opportunities. Obesity, 2020.

4 - Ward M, Druss B. Lifestyle interventions for obesity and overweight patients with severe mental illness. UpToDate, 2018.

5 - Bonnet MH, Arand DL. Behavioral and pharmacologic therapies for chronic insomnia in adults. UpToDate, 2018.

Voltar