Aché e Sírio-Libanês fecham parceria para protocolo de pesquisa com dexametasona

Primeiro estudo clínico no mundo com dexametasona para o tratamento da Covid-19: corticoide Aché para o combate da pandemia

O Aché em parceria com o Hospital Sírio-Libanês iniciará protocolo de pesquisa para analisar o impacto do medicamento dexametasona em pacientes graves em ventilação mecânica nas UTIs que tratam da Covid-19. 
O medicamento dexametasona é um corticoide e já demonstrou anteriormente ajudar a reduzir a duração do uso de ventilação mecânica em pacientes com síndrome de desconforto respiratório agudo. 
Esse é o primeiro estudo clínico no mundo que avalia a dexametasona em pacientes na fase mais grave da síndrome da angústia respiratória grave. O Aché fornecerá 2,5 mil ampolas da medicação para serem utilizadas nas pesquisas clínicas. 
Os primeiros resultados estão previstos para sair no fim de maio e, segundo o Superintendente de Ensino do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa, o estudo avaliará 300 pacientes e contará com o apoio de demais hospitais e entidades.

A notícia foi publicada no jornal Valor Econômico em 16 de abril. Clique aqui e confira a matéria completa.

Voltar