SUPERANDO

LIMITES

RELATÓRIO ANUAL 2017

EN     PT

MODELO DE GESTÃO

TRANSVERSAL

Ao posicionar a sustentabilidade como um dos direcionadores de nossa estratégia, sistematizamos o trabalho já realizado e avançamos na forma de gerar e compartilhar valor com colaboradores, acionistas e a sociedade.

Conscientes de que a perenidade de qualquer organização depende de sua capacidade de criar e compartilhar valor com seus diferentes públicos ao longo do tempo, estamos empenhados em estruturar um modelo de gestão efetivamente pautado pela sustentabilidade. Por isso, ela é um dos direcionadores de nossa estratégia e está presente, de maneira transversal, nos demais pilares do Planejamento Estratégico: – Crescimento, Inovação, Excelência Operacional e Foco no Cliente.

Colaboradores na planta Guarulhos

Temas prioritários de sustentabilidade

[GRI 102-40, 102-42, 102-43]

A trajetória para sistematizar uma gestão voltada para a sustentabilidade teve início em 2016, com a identificação dos temas considerados mais relevantes para a empresa e seus públicos de relacionamento (Matriz de Materialidade) e que devem, portanto, continuar sendo priorizados na condução do negócio. A primeira etapa desse processo incluiu a análise de documentos internos e estudos setoriais e benchmark com outras empresas da indústria farmacêutica. Foi elaborada uma lista inicial com 25 temas, que norteou uma ampla consulta aos stakeholders do Aché, composta de pesquisa online, painel de engajamento e entrevistas com especialistas externos e seis executivos da empresa.

Foram consultados colaboradores, consumidores, médicos e outros profissionais da saúde, clientes (pontos de venda e canal institucional), fornecedores, distribuidores e representantes do setor público. Para elucidar a amplitude do processo, colhemos a percepção de 2.380 colaboradores e 3.254 consumidores e médicos.

Os dez tópicos definidos como prioritários, que compõem a chamada Matriz de Materialidade, foram submetidos à validação final da liderança, que, dada a relevância nos âmbitos regulatório e de mercado, incluiu o tema rastreabilidade na lista.

Matriz de Materialidade

Nosso Relatório Anual mostra como gerenciamos os temas mais relevantes para o negócio, sua conexão com o Planejamento Estratégico, os avanços alcançados em 2017 e as expectativas e os desafios para os próximos anos. Neste capítulo, apresentamos as práticas do Aché nos três pilares da sustentabilidade: econômico, social e ambiental.

Grupos de temas relevantes

ECONÔMICO

Colaboradores em Guarulhos

GERAÇÃO DE VALOR

Além dos principais resultados financeiros, divulgamos o valor que geramos para os diferentes públicos de relacionamento do Aché. Esse valor fica evidenciado nos salários e em outros benefícios pagos aos colaboradores, no volume de impostos recolhidos, nos investimentos em prol do desenvolvimento socioambiental e na distribuição dos dividendos aos acionistas.

Distribuição do valor adicionado (2017)

Valor econômico gerado e distribuído

[GRI 201-1]

(R$ mil)201520162017Comparativo
2017 e 2016
Receitas2.705.5433.137.4773.516.29512,1%
valor adicionado bruto1.602.0251.920.2272.129.71010,9%
Valor adicionado total a distribuir1.630.3451.901.1912.100.20010,5%
Valor econômico distribuído
Salários e benefícios de colaboradores500.887585.706664.75713,5%
Remuneração de capitais de terceiros85.31998.98087.736-11,4%
Pagamentos ao governo (impostos)571.328671.858782.44216,5%
Remuneração de capital próprio472.811544.647565.2653,8%

SOCIAL

Festival Risadaria, que contou com o apoio do Aché em 2017

COMUNIDADE

Destinamos cerca de R$ 11,7 milhões a iniciativas sociais, culturais, educacionais e de promoção à saúde e ao esporte em 2017 por meio de recursos próprios e incentivados.

Com foco na saúde, seguimos como parceiros do Hospital de Amor, em Barretos, no interior paulista, e do projeto Pelo Direito à Vida, do Complexo Pequeno Príncipe, de Curitiba (PR). Para estimular a saúde e a qualidade de vida por meio da prática esportiva, também patrocinamos ao longo do ano corridas de rua, como a Prova Pedestre Cidade de Guarulhos e a segunda edição da Caminhada da Memória e Conscientização do Alzheimer, em São Paulo (SP), em parceria com a Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz)

Especificamente voltado para o desenvolvimento social, demos continuidade ao apoio concedido à Associação Maria Flos Carmeli, na capital paulista. No Complexo Aché Cultural, apoiamos diferentes manifestações culturais e artísticas.

Valor para Todos

[GRI 102-43]

Lançado em 2017, o site Aché Cultural divulga à sociedade informações sobre os projetos culturais, sociais, educacionais e esportivos apoiados pelo Aché. O Blog Valor para Todos divulga as informações a respeito de nossas atividades que geram e compartilham valor.

Acesse: www.achecultural.com.brwww.ache.com.br/blog-valor-para-todos/

Complexo Aché Cultural, localizado em São Paulo

SOCIAL

Tandrilax, produto do Aché escolhido para etapa inicial do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

Em agosto de 2017, a Anvisa anunciou o nome do Aché e de outras quatro empresas farmacêuticas para fazer parte da etapa-piloto para a implantação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNMC), que, a partir da serialização e da rastreabilidade, pretende reduzir a comercialização de produtos roubados ou falsificados no Brasil e aumentar a garantia sobre a origem dos produtos aos consumidores.

A etapa experimental incluirá, entre outras ações, a inclusão das informações nas embalagens dos produtos participantes e a transmissão de dados para o sistema a ser estruturado pela agência reguladora.

O medicamento do Aché escolhido foi o Tandrilax, presente no mercado brasileiro desde 1980.

Com a participação no programa-piloto, ganharemos experiência e conhecimento para concluir a serialização das nossas linhas de produção.

Governo e entidades setoriais

O Aché está comprometido com a evolução contínua das legislações que regulamentam o mercado farmacêutico brasileiro e que, como consequência, fortalecem os processos e a qualidade e a segurança do portfólio da Companhia e dos pares do setor. Nosso objetivo é contribuir para que as regulamentações do País estejam cada vez mais alinhadas às diretrizes de organismos internacionais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos, e a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), o que impactará positivamente também nossa estratégia de internacionalização.

Mantemos contato permanente com o Ministério da Saúde e a Anvisa, em âmbito federal, e com as Vigilâncias Sanitárias estaduais e municipais. As interações são conduzidas por nossa equipe de Assuntos Regulatórios ou por representantes das entidades de classe que integramos. Atualmente, mantemos participação nas associações setoriais: [GRI 102-13]

• Aliança Pesquisa Clínica Brasil

• Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec)

• Associação Brasileira da Indústria de Medicamentos Isentos de Prescrição (Abimip)

• Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia)

• Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (PróGenéricos)

• Associação Brasileira das Indústrias de Química Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (Abifina)

• Associação Brasileira de Embalagem (ABRE)

• Grupo FarmaBrasil

• Sindicato das Indústrias de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma)

• Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica (SBMF)

Colaboradores em São Paulo

Colaboradores da planta Londrina

AMBIENTAL

Horta Lino Zanin, localizada em Guarulhos

GOVERNANÇA EM

SUSTENTABILIDADE

Em maio de 2017, foi concluído o Plano Estratégico de Sustentabilidade, composto por 17 projetos, distribuídos entre os quatro grupos que reúnem os 11 temas prioritários para o negócio: Saúde; Ética e Negócios; Distribuição e Logística; e Operação, fruto dos resultados da Matriz de Materialidade.

A partir da definição, foi organizada uma série de encontros para apresentar os projetos às equipes diretamente envolvidas e definir os investimentos necessários e o cronograma de atividades.

A governança da sustentabilidade também foi fortalecida com a estruturação, em outubro, de uma gerência dedicada, que passou a centralizar o apoio às demais áreas da Companhia na execução das ações previstas no Plano de Sustentabilidade e a responder pelas atividades da área de Engenharia de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente (Sesma).

Aché

Right Menu IconMENU