Ousando ir mais longe

Iniciativas maximizam nosso
potencial inovador

A cultura da inovação é transversal em todos os processos do Aché.

A inovação é um dos pilares do Planejamento Estratégico 20/30 da companhia. Todas as nossas ações convergem para o objetivo do Aché de ser líder em inovação entre as farmacêuticas nacionais, conquistando também um alcance global. Para isso, investimos, em 2016, aproximadamente 14,2% da geração de caixa operacional em inovação e fazemos captação por funding externo em projetos inovadores, em parcerias internacionais e com agências de fomento.

Laboratório de design e síntese Molecular: análise de formação de novas moléculas através de cromatografa de camada delgada.

Núcleo de Inovação

Cinco diretorias compõem o Núcleo de Inovação.

Uma das iniciativas para fazer frente ao propósito de ser líder em inovação foi a criação do Núcleo de Inovação, em 2015, que integrou diferentes áreas para estimular e elevar nosso potencial inovador (leia mais no box, neste capítulo). O Núcleo desenvolve suas atividades por meio de cinco diretorias:

Com quatro coordenações (Fitomedicamentos, Sintéticos, Síntese Molecular e Patentes) e uma gerência (Desenvolvimento Inicial), atua na pesquisa de novos ativos farmacêuticos.

Foco em desenvolvimento de produtos que respondam a necessidades ainda não atendidas de consumidores e profissionais da saúde, promovendo a criação de produtos inovadores, como novas associações, formulações e indicações terapêuticas, por meio da aplicação de tecnologia farmacêutica em moléculas já existentes.

Tem o objetivo de estruturar os processos de planejamento, avaliação e execução que, por contribuir e integrar as demais áreas, geram projetos de renovação e inovações incremental e radical para o Aché. Viabiliza, ainda, parcerias no País e no exterior, com foco na estratégia de inovar e de internacionalizar a companhia.

É responsável pela interface científica com as demais áreas internas, fornecendo informação técnica e científica sobre o valor agregado e o uso correto dos produtos. Responsável pela interface externa com pesquisadores, formadores de opinião e profissionais da saúde, aproximando a empresa de núcleos geradores de conhecimento, e pelo desenvolvimento clínico de novos produtos e reposicionamento de produtos já existentes. Coleta e divulga informações de farmacovigilância para a empresa e agentes reguladores.

Desenvolve produtos em escala industrial, a partir de moléculas ou tecnologias inovadoras, com estabilidade, segurança e eficiência clínica. É responsável por subsidiar os testes, a geração de evidências e os documentos para o pedido de registro de novos produtos e manutenção do portfólio atual, além de auxiliar as áreas operacionais da companhia para modernizar os processos de produção, garantindo o atendimento às mudanças regulatórias e às demandas de novos mercados.

 

Entre os projetos e as iniciativas resultantes da estruturação do Núcleo de Inovação, destacamos o Laboratório de Design e Síntese Molecular, inaugurado em 2015 e voltado principalmente à inovação radical, com foco nas necessidades ainda não atendidas em diferentes áreas, como gastroenterologia, sistema nervoso central, cardiometabólica, saúde respiratória, osteomuscular e dermatologia. Reunimos em um só lugar um grupo de cientistas dedicados integralmente à pesquisa de moléculas inovadoras, com o objetivo de desenvolver novas aplicações farmacêuticas para a saúde humana.

Laboratório de Qualidade da planta Nações Unidas recebeu novos equipamentos de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC).

A inauguração desse laboratório possibilitou ao Aché, em 2016, entrar no Structural Genomics Consortium (SGC), uma parceria internacional entre universidades, governos e indústrias farmacêuticas para acelerar o desenvolvimento de novos medicamentos. A colaboração com o SGC já gerou duas publicações em jornais científicos internacionais de alto impacto.

O Aché é o único laboratório brasileiro convidado a participar do Structural Genomics Consortium (SGC).

Dentro da companhia, a inovação é essencial e está presente não só em produtos e serviços, mas em sua forma mais ampla, passando por nossos processos, chegando até o dia a dia de cada colaborador. Em 2016, intensificamos as ações junto aos colaboradores, criando a Academia Aché de Inovação, com o objetivo de contribuir principalmente para a criação e o fomento de uma cultura de inovação. Assim, os colaboradores tiveram a oportunidade de apresentar novas ideias e novos projetos que poderiam trazer impactos significativos em tecnologia, processos, produtos e relacionamentos, resultando no total de 419 ideias recebidas durante o programa.

Também criamos o Innovation Day, um dia dedicado à inovação, com palestras inspiradoras de executivos brasileiros e estrangeiros. Os temas abordados foram: Science; Art and Drug Discovery; a Personal Perspective, proferida por sir Simon Campbell (inventor dos princípios ativos sildenafila, doxazosina e amlodipina); Plataforma IBM Watson; Supera Parque de Inovação e Tecnologia: o ambiente ideal para inovar e crescer; e Principais startups incubadas – Kidopi: sistema CleverCare.

As perspectivas para o setor farmacêutico apontam a inovação incremental e a nanotecnologia como áreas promissoras nos próximos anos. Antevendo essa tendência, criamos, em 2016, o Nanotechnology Innovation Laboratory Enterprise (NILE), laboratório para explorar a nanotecnologia, em parceria com a empresa sueca Ferring Pharmaceuticals.

419 ideias dos colaboradores
foram recebidas no programa Academia Aché de Inovação.

Núcleo de Inovação: primeiras conquistas

O Núcleo de Inovação tem a missão de integrar os envolvidos em todo o processo, agregando multidisciplinaridade ao permitir que diferentes áreas atuantes nas diversas etapas da pesquisa, do desenvolvimento e do lançamento de produtos trabalhem de maneira sinérgica e alinhadas aos objetivos estratégicos.

Após um ano de sua formação, apresentamos os principais resultados obtidos em 2016: