Aché é campeão do setor Farmacêutico no Prêmio Época Negócios 360º

 

Prêmio avaliou as dimensões financeira, inovação, visão de futuro, práticas de RH, governança e responsabilidade social

 

 

 

 

 

O Aché, laboratório que tem como propósito levar mais vida às pessoas onde quer que elas estejam e por muito mais tempo, foi eleita a empresa campeã do setor Farmacêutico no Prêmio Época Negócios 360º realizado na noite de terça-feira, 8 de agosto em São Paulo.

O levantamento, como nos anos anteriores, foi realizado pela revista em parceria com a Fundação Dom Cabral, responsável pela coordenação técnica e definição dos critérios da pesquisa, e com a Boa Vista Serviços, especializada em informações para concessão de crédito, captação e processamento de dados financeiros.

Avaliado em seis dimensões: desempenho financeiro, capacidade de inovar, governança corporativa, práticas de RH, visão de futuro e responsabilidade socioambiental, o Aché foi eleito, pela primeira vez, como a empresa campeã no setor Farmacêutico.

Apresentando crescimento progressivo de receita líquida anual, “este prêmio reconhece as práticas transparentes da empresa e consolida o início de nossa jornada até 2030, que ambiciona dobrar o tamanho da empresa a cada cinco anos”, diz o presidente do Aché, Paulo Nigro. Em 2016, o Aché alcançou 2.7 bilhões de receita líquida, com crescimento de 15,1% em relação ao ano anterior.

Compartilhar valor com a sociedade é parte do negócio da empresa, que o faz anualmente por meio do investimento em projetos sociais, culturais e esportivos alinhados às crenças da companhia. Em 2016, foram mais de 10 milhões de reais destinados a aportes em mais de 15 projetos alinhados ao posicionamento do Aché.

Além disso, a companhia direciona esforços para a inovação, consolidando-se como o laboratório farmacêutico brasileiro líder nas pesquisas científicas, tanto de inovação radical quanto incremental. Nos últimos dois anos, o Núcleo de Inovação da empresa inaugurou o Laboratório de Design e Síntese Molecular, que permitiu ao Aché ser a única empresa brasileira a entrar no Structural Genomics Consortium (SGC), uma parceria internacional entre universidades, governos e indústrias que busca acelerar o desenvolvimento de novos medicamentos.

Foi criado também o Instituto de Ciência e Tecnologia do Aché e até o fim deste ano deve ser inaugurado o NILE (Nanotechnology Innovation Laboratory Enterprise); resultado da parceria do Aché com a Ferring Pharmaceuticals para o desenvolvimento de novas plataformas tecnológicas. Para o diretor de Inovação, Stephani Saverio, “nosso compromisso é levar mais vida às pessoas por meio da comodidade, isto é, melhorando a absorção de moléculas pelo organismo para que gerem menos efeitos adversos, criando novas formas de administração e melhorando posologias (de três vezes ao dia para uma vez ao dia, por exemplo). Com esta estratégia, produtos que começam a ser desenvolvidos hoje, poderão contribuir para a longevidade com qualidade nas próximas décadas.

Experiente no lançamento de um volume grande produtos todos o anos (nos últimos cinco anos foram 136 lançamentos), o Aché exporta para 20 países das Américas, África e Ásia e devem ampliar seu portfólio de exportação nos próximos anos. O recente anúncio da expansão das operações para o norte e nordeste, com a construção de uma fábrica e centro de distribuição na região metropolitana de Recife colabora para esta meta, por meio da infraestrutura disponível no Complexo Portuário de Suape.

Voltar